EUA: incêndios podem ser atos de ecoterrorismo

Um incêndio atingiu o laboratório de pesquisa do Centro de Horticultura Urbana da universidade de Washington, enquanto o outro destruiu dois edifícios e vários veículos em uma estufa de choupos-brancos no noroeste de Oregon. Os dois incêndios foram comunicados no mesmo horário na segunda-feira à tarde. Na terça-feira, agentes do FBI investigavam os dois locais à procura de evidências do que descreveram como fortes indicações de que os dois crimes foram feitos por um grupo de ambientalistas radicais que se opõe violentamente à pesquisa de árvores geneticamente modificadas. Em Seattle, o laboratório fazia pesquisas sobre modificações que podem tornar as árvores mais produtivas para propósitos comerciais. Em Oregon, funcionários da fazenda de 7300 acres negaram ter criado ou ter plantado árvores transgênicas na região, mas a empresa que foi proprietária da área era afiliada a um grupo chamado Poplar Molecular Genetics Cooperative. No local, as palavras ?Você não pode controlar as florestas? e ?ELF? - iniciais do movimento Earth Liberation Front (Frente de Libertação da Terra) - foram pintadas nas paredes de um dos edifícios, segundo o FBI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.