EUA incluem guerrilha chechena em "lista negra"

Os Estados Unidos incluíram em sua "lista negra" de organizações terroristas três grupos da guerrilha islâmica separatista chechena. O anúncio foi feito hoje pelo secretário de Estado americano, Colin Powell. Em entrevista ao canal de televisão russo Viesti, Powell afirmou: "Nós sabemos da ameaça que os terroristas chechenos representam para a Rússia".A decisão foi tomada em resposta a um pedido feito pelo governo do presidente Vladimir Putin, que vem batalhando intensamente para incluir os separatistas chechenos no que a Casa Branca chama de "guerra ao terrorismo". "Faremos todo o possível para cooperar nesta luta, para nós é importante contribuir para a possibilidade de uma solução política do problema checheno", explicou Powell.O governo russo reagiu com satisfação. "É uma boa notícia, amplamente esperada", disse o porta-voz do presidente Putin, Serguei Yastrzhembski."É um sinal positivo que demonstra como em questões tão delicadas é possível adotar decisões justas que respondam a interesses da Rússia, dos Estados Unidos e da coalizão internacional contra o terrorismo", disse o porta-voz do Kremlin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.