AFP PHOTO / JUAN BARRETO
AFP PHOTO / JUAN BARRETO

EUA indiciam dois ex-assessores de Chávez por narcotráfico

Ex-diretor da Guarda Nacional Bolivariana, Nestor Reverol, e o ex-vice-diretor da agência antidroga venezuelana Edylberto Molina ocuparam altos cargos no governo

O Estado de S. Paulo

01 Agosto 2016 | 18h38

WASHINGTON - A Justiça americana anunciou nesta segunda-feira, 1, o indiciamento de dois ex-membros do governo venezuelano acusados de narcotráfico. São eles o ex-diretor da Guarda Nacional Bolivariana, Nestor Reverol, e o ex-vice-diretor da agência antidroga venezuelana Edylberto Molina. 

O indiciamento ocorre em meio a conversas entre os governos dos dois países para melhorar a relação bilateral, lideradas pelo subsecretário de Estado Thomas Shannon. Ambos dirigiram as entidades no governo do presidente Hugo Chávez, morto em 2013. 

Em uma investigação separada, dois sobrinhos da primeira-dama Cilia Flores, também respondem na Justiça americana a um processo por narcotráfico.

O processo corre em um tribunal federal do Brooklyn, em Nova York e o indiciamento era esperado desde dezembro, quando as provas foram apresentadas pela promotoria pública.

Segundo as investigações, entre 2008 e 2010, os dois funcionários aceitaram suborno de narcotraficantes para ajudar a exportar cocaína para os Estados Unidos. Reverol e Molina também alertávamos criminosos sobre operações policiais contra tráfico de drogas. / REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.