EUA indiciam suspeitos em lavagem de dinheiro do Hamas

Um líder do grupo islâmico Hamas e dois supostos militantes palestinos foram indiciados por suspeita de participação em um esquema de financiamento de atentados do braço armado da organização em Israel, na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, anunciou o secretário de Justiça dos Estados Unidos, John Ashcroft.Os três ativistas são suspeitos de utilizar contas bancárias nos Estados Unidos para lavar milhões de dólares com o objetivo de ajudar o Hamas, rotulado pelo governo americano como organização terrorista. Os três foram indiciados na cidade americana de Chicago. Os indiciamentos foram revelados nesta sexta-feira.Entre os suspeitos, encontra-se Mousa Mohammed Abu Marzuk, atual vice-diretor do braço político da organização islâmica. Acredita-se que Abu Marzuk viva em damasco, Síria. Ele é considerado foragido da justiça, disse Ashcroft durante entrevista coletiva concedida em Washington.Os outros dois - Muhammad Hamid Khalil Salah, de Chicago (Illinois), e Abdelhaleem Hasan Abdelraziq Ashqar, de Alexandria (Virginia) - foram detidos na noite de ontem. Salah já trabalhou como professor substituto em escolas públicas de Chicago.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.