Brendan Smialowski/AFP
Brendan Smialowski/AFP

EUA instalam 1ª base militar permanente em Israel

Informação surge em meio à crescente preocupação de Israel com relação ao desenvolvimento iraniano, seu inimigo, de um sistema de míssil de longo alcance 

O Estado de S.Paulo

18 Setembro 2017 | 17h07

JERUSALÉM - O Exército israelense revelou nesta segunda-feira, 18, que foi estabelecida a primeira base militar americana em Israel, como parte da cooperação entre ambos os países. A base, que fica no sul do país, receberá dezenas de soldados que vão operar sistemas de defesa de míssil. 

De acordo com o comandante da defesa aérea israelense, Tzvika Haimovich, a nova base militar não contradiz o empenho israelense em demonstrar autossuficiência para se defender dos inimigos. No entanto, a informação da base surge em meio à crescente preocupação de Israel com relação ao desenvolvimento iraniano, seu inimigo, de um sistema de míssil de longo alcance. 

A abertura da base é amplamente simbólica e não deve trazer grandes mudanças operacionais. No entanto, para militares israelenses, sua abertura aliada a outras medidas envia uma mensagem de "preparo" aos inimigos de Israel. 

"Não é contraditório com as nossas capacidades. Cooperamos com Estados Unidos, mas não a qualquer preço", declarou. A mensagem que Israel pretende transmitir à região é que trabalha "junto com o maior exército do mundo", disse o comandante. Os dois países trabalham no desenvolvimento de um sistema de multicamadas de defesa contra vários tipos de armamento, desde os mísseis guiados de longo alcance do Irã até os foguetes brutos disparados de Faixa de Gaza e do Líbano. 

O comandante não quis falar sobre a possibilidade de os soldados americanos participarem de operações de combate, mas afirmou que "é muito mais significativo que isso". "Há uma presença americana aqui, uma força militar, não civil", explicou.

A construção da base demorou dois anos e o processo "foi fluído porque a relação entre as aeronáuticas de ambos os países, entre os comandantes de ambos os exércitos, é mais forte que a relação entre os líderes políticos e os governos", nas palavras do comandante.

A defesa aérea de Israel conta com o sistema Cúpula de Ferro, criado para derrubar mísseis de curto alcance, e o sistema Arrow, capaz de interceptar mísseis balísticos fora da atmosfera terrestre.

Estados Unidos e Israel já cooperaram no desenvolvimento de vários sistemas de defesa de mísseis, incluindo a Cúpula de Ferro. / EFE e AP 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.