EUA: investigação contra pedofilia detém mais de 200

O Departamento de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos afirma que mais de 200 adultos foram presos em uma investigação internacional de cinco semanas contra a pornografia infantil. O diretor do órgão, John Morton, afirmou que 123 vítimas foram identificadas na investigação. A operação, que acabou no começo de dezembro, descobriu 110 vítimas em 19 Estados norte-americanas. As outras estavam vivendo em seis países diferentes.

AE, Agência Estado

03 de janeiro de 2013 | 15h49

Morton alega que a investigação faz parte de um esforço da agência para descobrir e resgatar vítimas, além de prender violadores e pessoas que produzem ou distribuem pornografia infantil. Dois adultos cujas identidades não foram reveladas também foram acusados em Los Angeles por molestarem uma menina que parecia ter ao redor de 13 anos quando foi violentada.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.