EUA lançam ataque aéreo sobre cidade em disputa no Iraque

Forças dos Estados Unidos lançaram um ataque aéreo em Diwaniya neste sábado, 7, enquanto tropas americanas e do Iraque lutam pelo segundo dia consecutivo para superar as milícias xiitas e retomar o controle sobre a cidade. Uma fonte de um hospital local e um morador disseram que seis pessoas, incluindo duas crianças e uma mulher, foram mortos num ataque a míssil contra o centro da cidade localizada 180 km ao sul da capital Bagdá. O oficial Scott Bleichwehl, porta-voz militar dos Estados Unidos, afirmou que uma pessoa havia sido morta quando um avião de guerra disparou em direção a um homem que carregava lançadores de granada. "O engajamento foi iniciado depois de uma dica por um cidadão local. Tivemos a confirmação visual de que havia um alvo hostil. Não houve efeito colateral", declarou ele. O Iraque e os Estados Unidos lançaram a Operação Águia Negra no amanhecer de sexta-feira para retomar o controle da cidade. Lá, as milícias xiitas são uma força poderosa e temida, particularmente o Exército Medhi, do clérigo xiita Moqtada al-Sadr. Segundo o Pentágono, as tropas do clérigo são a maior ameaça para a paz no Iraque. O governo iraquiano havia dito nesta semana estar ampliando a operação de segurança que já dura quase dois meses em Bagdá para outras cidades. A medida visaria impedir a guerra civil no país. Diwaniya tem sido palco de duros confrontos das forças iraquianas e norte-americanas contra as milícias. Ao todo, 40 pessoas morreram em conflitos de rua em outubro. Treze soldados iraquianos foram executados depois de capturados pelas milícias em agosto passado. Os militares americanos afirmaram que dois dos seus soldados morreram em duas explosões diferentes na região de Bagdá, na sexta-feira. Uma das bombas usada é do tipo que Washington acusa o Irã de fornecer aos militantes iraquianos. Em Diwaniya, neste sábado, os confrontos se concentraram em cinco distritos centrais, segundo uma fonte militar iraquiana. Militantes contra-atacavam com bombas e granadas e fugiam depois de cada ação. De acordo com o comando militar norte-americano, três soldados do país foram feridos. Os iraquianos afirmaram que três de seus homens ficaram feridos. O comando dos Estados Unidos disse que o objetivo é estabelecer bases nas áreas onde operam as milícias na cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.