EUA lançam megaofensiva contra Al-Qaeda no Iraque

Exército não revela se houve baixas nas forças iraquianas e americanas

Agencia Estado

21 Junho 2007 | 13h06

O Exército dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira, 19, o lançamento de uma grande ofensiva contra militantes ligados à rede Al-Qaeda ao norte de Bagdá. A ação envolve cerca de 10 mil militares americanos e iraquianos. Um comunicado americano afirma que 22 supostos militantes teriam sido mortos nos estágios iniciais da operação na cidade de Baquba e no seu entorno. Os americanos dizem que pretendem eliminar a Al-Qaeda de Baquba e das áreas próximas à cidade na província Diyala. Esta é uma área que tem registrado alguns dos episódios de violência mais fortes no Iraque neste ano, com o deslocamento para lá de grupos insurgentes após o aumento no número de militares americanos em Bagdá. Tanques e helicópteros A operação começou de madrugada com a chegada de soldados de helicóptero. Tanques também foram usados para avançar por terra, com helicópteros Apache dando cobertura. A estratégia é a mesma já vista em Bagdá: as tropas americanas fazem a primeira ação, com forças iraquianas tomando o controle das áreas em seguida, para depois serem feitos esforços de reconstrução para atrair o apoio da população. Mas a tática até agora não tem encontrado muito sucesso em Bagdá e, como tem acontecido com freqüência, os insurgentes respondem simplesmente movendo-se para outro lugar.

Mais conteúdo sobre:
Iraque ofensiva EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.