EUA levantam sanções a ex-primeiro-ministro sírio

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos levantou nesta terça-feira as sanções impostas no mês passado ao ex-primeiro-ministro sírio Riyad Hijab depois de ele ter anunciado que passou para o lado dos rebeldes que combatem o governo do presidente Bashar Assad.

AE, Agência Estado

14 de agosto de 2012 | 12h46

O Tesouro norte-americano justificou que, pelo fato de Hijab não mais fazer parte do governo da Síria, ele não está mais sujeito a congelamento de bens nos EUA.

Hijab abandonou seu posto em Damasco na semana passada, quando fugiu para a Jordânia com sua família. Ele é o integrante de mais alto escalão do governo sírio a abandonar sua posição em mais de um ano de combates entre rebeldes e forças de segurança no país.

Hoje, Hijab declarou que o governo sírio está "próximo do colapso". Ele conclamou outros líderes políticos e militares a abandonarem o governo e unirem força aos rebeldes. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUASíriasanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.