EUA liberam pílula que previne gravidez por 5 dias

Foi aprovado ontem nos Estados Unidos um novo tipo de pílula do dia seguinte, que funciona por mais tempo que o produto atualmente mais vendido. Chamada de Ella e fabricada pela farmacêutica francesa HRA, a pílula reduz a chance de engravidar por até cinco dias após a relação sexual, contra três dias do medicamento concorrente. A Ella, já comercializada na Europa, só poderia ser vendida nos EUA mediante apresentação de receita.

AE-AP, Agência Estado

14 de agosto de 2010 | 08h58

Tudo o que sabemos sobre:
EUAgravidezcontraceptivopílula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.