EUA liberam saudita preso em Guantánamo por 12 anos

Um cidadão saudita que passou os últimos 12 anos preso em Guantánamo foi solto, em meio as tentativas dos EUA para acabar com a população carcerária da base em Cuba.

AE, Estadão Conteúdo

22 Novembro 2014 | 18h58

O Pentágono disse no sábado que Muhammad al-Zahrani foi levado para sua terra natal com base na conclusão de um conselho semelhante ao da liberdade condicional que tem reavaliado se ainda é necessário manter presos alguns dos homens.

Al-Zahrani vai participar de um programa de reabilitação saudita para militantes.

Ele é o 13º prisioneiro libertado de Guantánamo neste ano e o sétimo em apenas duas semanas. Autoridades disseram que haverá libertações adicionais nas próximas semanas como parte de um impulso renovado para fechar a prisão, onde 142 homens ainda estão detidos. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EuaGuantánamo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.