EUA libertam 114 iraquianos de prisões militares

Forças americanas soltaram 114 iraquianos que estavam detidos nas duas maiores prisões militares do país, informa um porta-voz militar. O capitão Jeff Magruder diz que os detentos foram libertados da prisão de Abu Ghraib, em Bagdá, e Campo Bucca, nas proximidades de Umm Qasr, no sul do Iraque. Segundo Magruder, as libertações fazem parte de um programa rotineiro de liberação de detentos.De acordo com o porta-voz, os iraquianos soltos ficaram presos por semanas ou meses e foram capturados em diferentes partes do país, durante uma série de operações militares, incluindo batidas em casas. "A fica de cada iraquiano é avaliada periodicamente, para reavaliar a detenção e ser se deve continuar internado ou ser solto", afirmou.Cerca de 4.600 iraquianos são mantidos em Campo Bucca, e 2.400 em Abu Ghriab.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.