EUA libertam mais de 200 detentos de Abu Ghraib

Mais de 200 detentos da prisão iraquiana de Abu Ghraib foram soltos neste domingo, depois que uma revisão de segurança declarou que não representam mais ameaça, informam militares americanos. Trata-se da quinta rodada de libertações desde que um comitê de revisão, montado pelo governo provisório e pelas forças internacionais, começou a trabalhar em agosto, após o escândalo envolvendo tortura de detentos por americanos. "Soltamos cerca de 250 detentos hoje. Não há nenhum detendo de ´alto perfil´ que eu saiba - definitivamente, nenhum detendo importante e nenhuma mulher", disse o porta-voz tenente-coronel Barry Johnson. Em abril, a publicação de fotografias mostrando prisioneiros de Abu Ghraib nus e aterrorizados, sendo humilhados por americanos sorridentes, causou ultraje internacional.

Agencia Estado,

17 Outubro 2004 | 09h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.