EUA libertam prisioneiros de guerra no sul do Iraque

Forças americanas libertaram mais 250 prisioneiros de guerra iraquianos no sul do país, dando continuidade à desativação dos campos de detenção controlados pelos Estados Unidos, que abrigavam cerca de 7.000 homens. Nas últimas duas semanas, mais de 5.000 prisioneiros de guerra, assim como civis detidos, foram soltos do Campo Bocca, depois que um tribunal militar concluiu que eles não representam mais ameaça. De 1.800 a 1.900 prisioneiros continuam detidos na cidade de Umm Qasr. As autoridades militares americanas no Iraque informam que a maioria deles será solta nos próximos dias, mas espera-se que um ?núcleo? de 400 a 900 homens continue preso, para interrogatório. Cada prisioneiro recebeu água, um cobertor e uma caixa de comida, US$ 5 e cigarros. Eles fizeram fila e foram embarcados em ônibus com destino às cidades Nasiriya, Najaf e Basra.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.