EUA: líder da Câmara considera enviar tropas contra EI

O presidente da Câmara dos Estados, John Boehner, indicou neste domingo que o envio de tropas militares para combate terrestre contra o Estado Islâmico (EI) no Iraque ou na Síria poderá ser necessário para eliminar a ameaça representada pelos extremistas.

Estadão Conteúdo

28 de setembro de 2014 | 14h05

O presidente Barack Obama disse que se opõe ao envio de militares para combates terrestres contra o EI, mas Boehner sugeriu que o envio de soldados pode se tornar uma medida necessária caso a coalizão internacional não consiga derrotar o grupo.

"Em algum momento, as botas de alguém tem que estar no terreno", disse o republicano em uma entrevista ao "This Week" da rede ABC News. Até o momento, a Casa Branca e seus aliados realizara apenas ataques aéreos contra militantes do Estado Islâmico e se preparam para treinar rebeldes sírios pró-Ocidente. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
EUAEstado Islâmicotropas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.