EUA: líder de ataque Benghazi planeja outras ações

Os EUA informaram ao Conselho de Segurança da ONU que um suspeito de planejar um ataque mortal contra a embaixada norte-americana no Iraque em 2012 foi capturado porque investigadores do país descobriram que ele pretendia fazer novos ataques.

AE, Agência Estado

18 de junho de 2014 | 19h37

Em uma carta enviada ao Conselho e obtida pela Associated Press, a embaixadora dos EUA na ONU, Samantha Power, escreveu que a captura de Ahmed Abu Khattala foi necessária "para evitar tais ataques armados" e foi realizada de acordo com o "direito inerente dos EUA de autodefesa".

No texto, Power chamou Abu Khattala de "um líder sênior do grupo militante Ansar al-Sharia na Líbia".

Power disse também que investigadores dos EUA determinaram que Abu Khattala foi uma "figura-chave" nos ataques de Benghazi, que matou quatro americanos em 2012, incluindo o embaixador Chris Stevens.

A embaixadora disse também que o líder terrorista será processado em um tribunal federal dos EUA. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUABenghazi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.