EUA: Mais de mil voos cancelados após nevasca

Os viajantes dos Estados Unidos tentam chegar finalmente a seus destinos de férias depois de a primeira grande tempestade de neve da temporada ter atravessado a região dos Grandes Lagos em direção ao Canadá, depois de causar mortes em vários Estados. Atrasos de voos foram registrados na região de Chicago e Nova York.

AE, Agência Estado

21 de dezembro de 2012 | 13h05

A tempestade fez com que companhias aéreas cancelassem mais de mil voos ontem, a maioria em Chicago. Mas hoje, apenas cerca de 50 voos nos dois maiores aeroportos de Chicago foram cancelados. Esta sexta-feira seria o dia de viagens mais agitado do período de festas, com 200 mil passageiros embarcando em O''Hare e outros 60 mil em Midway, disse porta-voz do Departamento de Aviação de Chicago, Karen Pride, à CLTV.

Ventos fortes foram culpados pelos atrasos na região de Nova York, causando três horas de espera no Aeroporto Internacional de Newark Liberty em New Jersey e no Aeroporto La Guardia em Nova York. O Instituto Nacional de Clima emitiu um aviso de ventos fortes para a cidade Nova York, prevendo rajadas de até 96 quilômetros por hora.

Em Iowa, duas pessoas morreram e sete ficaram feridas ontem em um acidente envolvendo 25 carros. Até o momento, duas pessoas morreram em Nebraska e no Wisconsin, além de uma morte registrada no Kansas. Em Utah, uma mulher morreu quando buscava ajuda depois que seu carro ficou preso na neve. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAtempestade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.