EUA mandam caças "invisíveis" para a Coréia do Sul

Os Estados Unidos estão mobilizando um esquadrão de aviões stealth, invisíveis a radares, para a Coréia do Sul, disse nesta quarta-feira um porta-voz do Exército norte-americano, em meio a especulações de que a Coréia do Norte possa estar pronta para testar um segundo aparato nuclear. O país enviará entre os dias 15 e 20 de janeiro seus caças F-117A Nighthawk para a Coréia do Sul, disse o porta-voz das Forças dos EUA na Coréia. "É um envio de rotina", disse Kim Yong-kyu. "É um assunto operacional normal." Nos últimos anos, os militares dos EUA mandaram esse tipo de avião regularmente para a Coréia do Sul, para estadas de alguns meses. A Coréia do Norte criticou envios anteriores, dizendo que eram preparativos para uma invasão e para uma guerra nuclear. A Base Holloman da Força Aérea, no Novo México, onde fica o esquadrão, disse em comunicado na Internet que os caças partiram esta semana para a Coréia do Sul. A Coréia do Norte realizou seu primeiro teste nuclear em 9 de outubro. Segundo a rede de televisão norte-americana ABC, autoridades dos EUA disseram na semana passada que a Coréia do Norte estaria preparando outro teste. Mas tanto autoridades norte-americanas como sul-coreanas declararam publicamente que não há evidências de testes em breve.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.