EUA mantêm política de visto para cubanos

A decisão do governo de Cuba de acabar com a obrigatoriedade de autorização do governo para os cubanos que desejam viajar ao exterior não muda a política de visto dos Estados Unidos para os cubanos, informou nesta quarta-feira o Departamento de Estado norte-americano.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2012 | 15h38

Victoria Nuland, porta-voz da chanceleria norte-americana, qualificou a decisão do governo cubano como "bem-vinda", mas ressalvou que ela não altera a exigência de visto para entrar no país.

O governo dos EUA aplica uma rigorosa política de vistos aos cidadãos de praticamente todos os países da América Latina. No caso específico dos cubanos, um cidadão pode ter de esperar anos para obter um visto legal de entrada nos EUA.

Desde 1995, os EUA aplicam em relação aos cubanos a política do "pé seco, pé molhado". Se cubanos em viagem ilegal aos EUA são presos no mar, não são autorizados a entrar no país; caso eles pisem em solo norte-americano, ainda que de maneira ilegal, Washington permite a permanência deles. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUACuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.