EUA mantêm suposto deficiente mental no corredor da morte

Uma corte estadual de apelações rejeitou a alegação de um detento mantido no corredor da morte, de que é deficiente mental. Michael Wayne Hall tem um QI abaixo de 70 e é chamado de ?Caramujo? pelos colegas de prisão, por seu raciocínio lento. A data da execução não foi marcada.?Embora haja evidência significativa em favor de se declarar retardamento mental, também há evidência significativa contra tal declaração?, determinou a corte, numa votação de 7 a 2. Hall foi condenado à morte pelo assassinato, em 1998, de uma mulher de 19 anos que foi seqüestrada a caminho do trabalho.Entre as evidências citadas na petição pelo condenado, há um depoimento de um colega do corredor da morte que diz que Hall tem de ser lembrado todos os dias de sua higiene pessoal e da necessidade de limpar o banheiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.