EUA minaram apoio à Palestina na ONU, diz diplomata

O ministro das Relações Exteriores da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Riad Malki, disse nesta terça-feira que devido à oposição e ao contra-ataque político dos Estados Unidos, não existe mais apoio suficiente para que a Palestina seja reconhecida como o 194º Estado membro da Organização das Nações Unidas (ONU) pelo Conselho de Segurança da entidade. Malki fez o comentário no momento em que o Conselho recebeu um relatório dizendo que não há consenso entre seus 15 membros. São necessários nove votos para a aprovação de qualquer adesão, e qualquer um dos cinco membros permanentes (EUA, França, Grã-Bretanha, China e Rússia) pode exercer o veto. Os EUA afirmaram que vetarão uma eventual adesão palestina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.