EUA monitoram contéudo de blogs de soldados

Uma operação em uma base militar da Virginia, nos Estados Unidos, está monitorando blogs oficiais e não-oficiais de soldados americanos que estão no Iraque e no Afeganistão e outros websites. O objetivo do programa, que leva o nome Célula de Avaliação de Riscos na Web (ou AWRAC, na sigla em inglês) é observar se as páginas eletrônicas não contêm informações que possam comprometer a segurança nacional.Em alguns casos, as informações podem ser prejudiciais, segundo Stephen Warnock, líder do batalhão que comanda a operação na Virginia. Em uma ocasião, um blogueiro, ao descrever seus deveres como soldado, contava, em posts, suas vulnerabilidades. Outro blogueiro expôs dados que poderiam comprometer a segurança de sua família, e outros disponibilizaram em suas páginas fotos de armas danificadas por ataques inimigos."Nós somos uma nação em guerra", disse Warnock. "O quanto menos nossos inimigos souberem sobre nós, melhor para nossos soldados", completou. Nos últimos anos de conflito no Oriente Médio, nenhum descuido dos militares provocou a morte de familiares dessas pessoas, que expuseram suas vidas.A missão de detectar informações que possam comprometer a segurança nacional teve início em 2002, sendo expandida em agosto de 2005.O Exército não revela os métodos utilizados para achar e monitorar os sites, assim como pessoas envolvidas com o caso. O Departamento de Defesa dos EUA tem um programa similar, a Célula Unificada de Análise de Riscos na Web, que não monitora sites não-militares. Agora, os soldados que querem criar um blog enquanto estão instalados em outros países são obrigados a revelar o site aos oficiais superiores, que monitoram a página de acordo com um documento de diretrizes publicado em abril de 2005.Jean-Paul Borda, que bloqueou milhares de blogs, disse que os militares estão se adaptando às novas formas de tecnologia. "Os blogs e vídeos online, são uma nova mídia", disse Borda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.