EUA não consideraram maoistas do Nepal como terroristas

Os Estados Unidos retiraram o Partido Comunista do Nepal de sua lista de grupos terroristas, disse o Departamento de Estado nesta quinta-feira. O partido de inclinação maoista abandonou a luta armada e voltou-se para a política há alguns anos.

AE, Agência Estado

06 de setembro de 2012 | 14h01

De acordo com o Departamento de Estado, os comunistas tomaram medidas para desmantelar seu aparato terrorista e estão comprometidos com a paz e conciliação. Os rebeldes maoistas começaram a combater o governo do Nepal em 1996 e os EUA designaram a organização como terrorista em 2003. O partido, o maior do Nepal, concordou com um processo de paz em 2006 e venceu as eleições realizadas dois anos depois.

O primeiro-ministro do país, Baburam Bhattarai, pertence ao partido e lidera um governo provisório desde maio, mas tem encontrado dificuldades para formar uma coalizão. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
NepalEUAPartido Comunista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.