, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2010 | 00h00

Um relatório divulgado pelos EUA indicou que o Departamento de Estado não tem parâmetros fundamentais para medir os avanços da Iniciativa Mérida contra o narcotráfico e o crime organizado. O documento indica que US$ 1.600 bilhões foram gastos sem critério nos últimos três anos, em vez de empregados em setores de segurança como treinamento de policiais ou equipamentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.