EUA não devem permitir que Omar deixe Kandahar

O secretário da Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, afirmou que seu país não permitirá que o líder do Taleban, mulá Mohammad Omar, deixe a cidade afegã de Kandahar. Falando a repórteres no Pentágono, Rumsfeld disse: "Se a pergunta é se nós vamos permitir que ele saia com o nosso conhecimento de Kandahar, a resposta é: não, não permitiremos." "Os EUA não estão inclinados a negociar rendições. Também não estamos em posição de fazer prisioneiros, dado o número relativamente pequeno de tropas no solo. As negociações que estão acontecendo são, em sua maior parte, com as forças de oposição e elementos que estejam pressionando as várias cidades que vocês mencionaram, Kunduz, Kandahar ou outra qualquer", acrescentou. Rumsfeld manifestou-se ainda contra permitir que os combatentes da organização terrorista Al-Qaida saiam de Kunduz e sigam para outro país. Segundo ele, as opções que os EUA está oferecendo à Al-Qaida são render-se ou morrer. O secretário recusou-se a comentar informes de que o líder da Al-Qaida, Osama bin Laden, esteja agora confinado a uma área muito pequena do Afeganistão.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.