EUA não pretendem se desculpar com a China

A administração do presidente George W. Bush não acredita ser necessário pedir desculpas à China por causa da colisão entre um avião de vigilância norte-americano e um caça chinês, disse Ari Fleischer, porta-voz da Casa Branca. O porta-voz disse, ainda, que a Casa Branca considera o ocorrido um acidente. No começo do dia, o presidente chinês, Jiang Zemin, requisitou dos EUA um pedido formal de desculpas a seu país. Jiang não respondeu ao pedido do presidente norte-americano pela libertação dos 24 tripulantes do avião. "Os EUA não entendem o motivo para pedido de desculpas. Nossos aviões estavam operando em espaço aéreo internacional e não fizeram nada de errado", disse o porta-voz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.