EUA não querem tropas de paz no momento

Os altos chefes militares americanos bloquearam, enquanto prosseguem as operações militares, o envio ao Afeganistão de uma força de paz internacional para as áreas liberadas do controle taleban, informou hoje a edição on-line do jornal The Washington Post. O site do jornal na Internet cita o general Tommy Franks, comandante da atual campanha militar americana, afirmando ser "prematuro" aceitar a oferta de assistência ao Afeganistão feita por vários países enquanto as operações militares estiverem em curso. A decisão, observa o Post, deixa em suspenso a política de países como a Grã-Bretanha, França, o Canadá, a Turquia e Jordânia, que já adiantaram sua disposição de enviar soldados para uma força de paz internacional no Afeganistão. A Aliança do Norte, que controla grande parte do Afeganistão, já afirmou estar disposta a aceitar uma força de paz no marco de um plano de transição que está sendo desenhado na conferência de Bonn, que é patrocinada pela ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.