EUA não querem Venezuela no Conselho de Segurança da ONU

Os Estados Unidos se opuseram à possibilidade de a Venezuela ocupar um posto não permanente no Conselho de Segurança da ONU, alegando que o assunto é muito importante e que país sul-americano "não pode contribuir para a eficácia e o bom funcionamento" do órgão, ressaltou o embaixador norte-americano na entidade, John Bolton. Bolton indicou que a posição dos EUA sobre a Venezuela se baseia nas atitudes que o governo venezuelano tem tomado nas reuniões da Assembléia Geral da ONU."Podemos ver suas ações durante os últimos seis meses na Assembléia Geral, que foram inúteis. Não penso que a Venezuela possa contribuir para um Conselho de Segurança efetivo", avaliou.Venezuela e Cuba são os únicos países que rejeitaram o documento final para a reforma da ONU adotado na cúpula mundial, que reuniu chefes de Estado e de governo em setembro passado.A Venezuela também foi o país que expressou com maior firmeza na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) contrariedade a levar ao Conselho de Segurança o dossiê da crise sobre o programa nuclear do Irã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.