EUA não vêem ligação de antraz e outro país

A conselheira de Segurança Nacional dos EUA Condoleezza Rice disse que os EUA não têm evidências suficientes para chegar a conclusão de que um país estrangeiro possa estar ajudando quem quer que seja a enviar cartas contendo antraz através do correio. "Não sabemos o suficiente, acho, sobre esses incidentes para responder quais tipos de recursos essas pessoas teriam de ter", disse Rice. Ela foi cuidadosa em não acusar Osama Bin Laden e sua rede de terroristas diretamente, embora, tenha dito que claramente ele é um dos suspeitos nos ataques de antraz. "Obviamente, para alguém ser suspeito tem de haver ligações aqui, mas tudo que podemos fazer é continuar investigando e continuar tentando juntar as peças", disse. A Casa Branca também anunciou que Rice dará uma entrevista ao canal de televisão al-Jazeera, como parte dos esforços dos EUA para ganhar apoio do mundo árabe. "Há muita propaganda sobre os EUA e as metas americanas, e reconhecemos que temos de fazer um trabalho melhor para responder a essa propaganda", disse Rice. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.