EUA negam ataque a casamento; mortos seriam guerrilheiros

Um helicóptero americano bombardeou uma casa no deserto iraquiano, perto da fronteira com a Síria, matando 40 pessoas, incluindo crianças. Militares americanos dizem que o alvo era um refúgio de guerrilheiros estrangeiros que entraram no Iraque pela Síria, mas iraquianos afirmam que o helicóptero atacou uma festa de casamento.Autoridades americanas recusaram-se a dizer se havia algum participante de uma festa de casamento entre os mortos, afirmando apenas que tropas da coalizão ?viram-se sob fogo inimigo? e que ?apoio aéreo foi providenciado?. Os soldados teriam confiscado armas, papel-moeda da Síria e do Iraque, alguns passaportes e equipamento de comunicação via satélite, segundo a nota divulgada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.