Reuters
Reuters

EUA negam-se a mediar disputa territorial entre Japão e China

Governo pediu aos dois países que promovam esforços diplomáticos sérios na busca por uma solução pacífica

AE, Agência Estado

28 de setembro de 2012 | 12h40

WASHINGTON - O governo dos Estados Unidos se negou nesta sexta-feira, 28, a mediar uma disputa territorial entre Japão e China e pediu aos dois países que promovam esforços diplomáticos sérios na busca por uma solução pacífica para o assunto.

Veja também:

linkChina e Japão endurecem tom, mas mantêm diálogo sobre ilhas

linkNavios japoneses e de Taiwan disparam canhões de água

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Ontem, as duas potências asiáticas trocaram duras acusações na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) por causa de um conjunto de ilhas no Mar do Leste da China. As ilhas são chamadas Diaoyu pelos chineses e de Senkaku pelos japoneses.

O diplomata norte-americano Kurt Campbell, encarregado do Departamento de Estado dos EUA para o Leste da Ásia, disse hoje em entrevista coletiva que Washington não desempenhará o papel de intermediário entre Tóquio e Pequim.

Ele enfatizou que os dois lados admitem a importância de suas relações e afirmou que os EUA acreditam que o diálogo trará resultados positivos, apesar da dificuldade do tema.

As informações são da Associated Press.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiailhasdisputa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.