EUA observam crise e reiteram apoio a Israel

O porta-voz do Pentágono, tenente-coronel Stephen Warren, disse que os EUA estão acompanhando de perto os acontecimentos na Faixa de Gaza, território palestino ocupado por Israel, depois do assassinato do líder militar do Hamas, Ahmed Jabari, num ataque aéreo israelense. "Estamos monitorando a situação de perto. Estamos ao lado de nossos parceiros israelenses em seu direito de defender-se do terrorismo", disse Warren.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

15 de novembro de 2012 | 02h05

O conselheiro de Segurança Nacional do presidente Barack Obama, Tom Donilon, tinha se reunido na segunda-feira na Casa Branca com seu correspondente no governo israelense, Yaakov Amidror. Na terça-feira, as Forças Aéreas de Israel e dos EUA encerraram suas maiores manobras conjuntas.

A nova ofensiva israelense contra Gaza ocorre num momento em que Israel se prepara para eleições parlamentares e a Autoridade Palestina está pedindo à Assembleia-Geral da ONU que a aceite como membro, ainda que sem o status de um Estado.

De acordo com analistas americanos e israelenses o apoio do premiê de Israel, Binyamin Netanyahu, ao candidato derrotado nas eleições americanas do dia 6, Mitt Romney, teria esfriado as relações dele com Obama. Nos últimos dias, porém, a diplomacia de Israel estaria se esforçando para conter os danos. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Paz inatingível

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.