EUA oferecem US$ 5 milhões pela captura do novo líder da Al Qaeda

O Governo dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira que oferecerá uma recompensa de US$ 5 milhões por umainformação que conduza à captura do líder da Al Qaeda Abu Ayub al-Masri."Encorajamos quem tiver informações sobre o paradeiro de al-Masri a entrar em contato com a embaixada dos EUA em Bagdá, com qualquer comandante no Iraque ou com qualquer embaixada ou consulado dos EUA", disse o porta-voz do Departamento de Estado, Adam Ereli.O Departamento de Estado identificou Al-Masri como um cidadão egípcio que é atualmente um dos líderes da organização terrorista Al Qaeda no Iraque e que mantinha estreito contato com Abu Musab al-Zarqawi, morto no início deste mês em um ataque lançado pelas forças americanas no norte de Bagdá.O Governo dos EUA acrescentou que Al-Masri, que supostamente se esconde atrás do pseudônimo de Abu Hamza al-Muhajer - declarado sucessor de al-Zarqawi à frente do braço da Al Qaeda no Iraque - foi treinado no Afeganistão e no Paquistão e é especialista em explosivos. Bin LadenOutro terrorista procurado pelo governo americano, o líder Osama bin Laden, emitiu pela Internet nesta sexta-feira uma declaração lamentando a morte de Musab al-Zarqawi no início do mês, no Iraque.Na gravação, de 19 minutos, Bin Laden fala enquanto aparecem imagens dele ao lado de al-Zarqawi. A autenticidade da mensagem foi confirmada por funcionários americanos. O portal de internet em que a gravação foi divulgada é o mesmo que havia anunciado a expectativa por uma declaração do líder da Al-Qaeda.A rede de televisão americana CNN informou que uma tradução preliminar revela que Al-Qaeda chama al-Zarqawi de "herói" e ameaça realizar represálias.Na mensagem, Bin Laden exigiu que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, entregasse o corpo de al-Zarqawi a sua família para ser enterrado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.