EUA ordenam que diplomatas saiam do Líbano

O Departamento de Estado dos EUA ordenou que todos os diplomatas norte-americano não essenciais deixem o Líbano devido a preocupações de segurança. A exigência foi anunciada em meio ao debate entre o Congresso dos EUA e a administração do presidente Barack Obama sobre um ataque na Síria, vizinha do Líbano.

AE, Agência Estado

06 Setembro 2013 | 09h25

Em um novo alerta emitido nesta sexta-feira, o Departamento disse que havia instruído os funcionários não essenciais a deixarem Beirute e pediu que cidadãos norte-americanos saiam do país.

A medida estava sendo considerada desde a semana passada, quando Barack Obama disse que estava pensando em uma ação militar contra o governo sírio em reação ao suposto uso de armas químicas no mês passado. Segundo a administração, a ofensiva ocorrida perto de Damasco matou mais de 1.400 pessoas. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUALÍBANO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.