Suhaib Salem/Reuters
Suhaib Salem/Reuters

EUA pedem libertação do presidente Morsi

Porta-voz do Departamento de Estado afirmou que a detenção do líder motivou grandes protestos no Egito

O Estado de S. Paulo,

12 de julho de 2013 | 16h06

WASHINGTON - Os EUA pediram nesta sexta-feira, 12, a libertação do presidente egípcio deposto, Mohamed Morsi, que continua detido pelas Forças Armadas desde o golpe de Estado da semana passada.

A porta-voz do Departamento de Estado americano, Jennifer Psaki, pediu pela primeira vez oficialmente o fim da detenção de Morsi, que motivou grandes protestos para pedir sua restituição no Egito. Hoje, partidários de Morsi saíram às ruas do Cairo para protestar.

Os manifestantes entoaram palavras de ordem contra o Exército e chamaram o comandante das Forças Armadas, general Abdel-Fattah el-Sisi, de traidor da pátria. El-Sisi liderou o golpe de Estado perpetrado contra Morsi, o primeiro presidente democraticamente eleito da história do Egito.

Os EUA pediram um transição rápida a um novo Governo democrático e continuam evitando se referir à intervenção das Forças Armadas como um golpe de Estado./ EFE

 
Tudo o que sabemos sobre:
EgitoMohamed MorsiEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.