EUA pedem que 60 países expulsem iraquianos suspeitos

Os EUA pediram a cerca de 60 países que expulsem alguns iraquianos que as autoridades norte-americanas consideram agentes secretos, possivelmente preparando atentados contra alvos norte-americanos. O porta-voz do Departamento do Estado, Philip Reeker, confirmou o pedido de expulsão, mas não divulgou em quantos países. Ontem, o Departamento do Estado dos EUA ordenou a saída do país de dois diplomatas iraquianos. O governo norte-americano identificou 300 iraquianos em 60 países que os EUA querem fora dos respectivos países. Alguns atuam como diplomatas, disseram as autoridades dos EUA. Fontes disseram que medida semelhante foi tomada antes da guerra do Golfo de 1991.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.