EUA pedem que cidadãos não viajem à Ásia Central

As embaixadas dos EUA no Turcomenistão e Quirguistão alertaram os cidadãos americanos para que não viajem para estas nações da Ásia Central, por motivo de segurança, e estão retirando seu pessoal, num momento em que Washington se prepara para atacar o vizinho Afeganistão. Um comunicado do Departamento de Estado que circulou na capital do Quirguistão, Bishkek, cita os ataques terroristas de 11 de setembro nos Estados Unidos e a contínua presença de grupos militantes islâmicos na região como justificativas para o alerta.A embaixada aprovou a partida voluntária de seus funcionários de menor hierarquia, e familiares. Ela também alertou os americanos que continuarem no Quirguistão para que redobrem a vigilância e conclamou para que eles considerem a possibilidade de abandonar o país. Todas os cinco ex-Estados soviéticos na Ásia Central já ofereceram apoio aos Estados Unidos em um possível ataque contra o Afeganistão, mas emitiram sinais conflitantes sobre seu verdadeiro comprometimento com Washington.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.