EUA pedem que Coréia encerre programa nuclear em 3 meses

O representante dos Estados Unidos para as negociações sobre programas nucleares, Christopher Hill, disse nesta terça-feira que qualquer medida que a Coréia do Norte aceite nesta semana sobre o final de seu programa nuclear deve ser colocada em prática dentro de um prazo de três meses. Diplomatas apontam para sinais de que o país comunista pode estar disposto a aceitar um acordo inicial sobre as exigências de que pare de construir um arsenal nuclear, em troca de ajuda de energia, durante a reunião entre países, que será retomada nesta quinta-feira em Pequim. Hill, que participa de encontros bilaterais em Tóquio antes de partir para Pequim, disse a repórteres japoneses que quaisquer ações identificadas ou anunciadas em Pequim devem ser implementadas dentro de um prazo de "um dígito" de semanas, disse um porta-voz da embaixada dos EUA. Mas depois ele afirmou que as negociações de Pequim não levarão a uma solução completa sobre o tema nuclear da Coréia do Norte. "Mesmo se pudermos fazer algum progresso, e eu enfatizei o fato de que se pudermos fazer algum progresso, não poderemos resolver o tema nuclear e alcançar a implementação completa da declaração de setembro de 2005 de uma vez", disse ele a repórteres depois de encontro com o secretário de gabinete do Japão, Yasuhisa Shiozaki. A Coréia do Norte concordou em setembro de 2005 em encerrar seu programa de armas nucleares em troca de ajuda e garantias de segurança. Hill disse que a Coréia do Norte exigirá que os outros países forneçam combustível."Acho muito provável que isso apareça no contexto neste fim de semana", disse ele a repórteres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.