EUA perdoam US$ 4,1 bilhões em dívidas do Iraque

Os Estados Unidos perdoaram completamente US$ 4,1 bilhões em dívidas do governo iraquiano, e pediram que outros países sigam o exemplo. O secretário de Estado Colin Powell e o do Tesouro, John Snow, saudaram a decisão como uma importante contribuição para o futuro do Iraque e do povo iraquiano.Snow, Powell e o ministro das Finanças do Iraque, Adil Abdul al-Mahdi, assinaram o acordo em cerimônia no Departamento de Estado. Al-Mahdi agradeceu o governo americano e o povo dos EUA, descrevendo o perdão da dívida como uma "segunda libertação após a derrubada de Saddam Hussein".Ao concordar em perdoar por completo a dívida iraquiana, os estados Unidos vão além do compromisso de redução do débito em 80%, acertado pelo Clube de Paris - que reúne grandes credores internacionais - em novembro. São membros do Clube países europeus, Japão, EUA, Rússia, Canadá e Austrália. Ao todo, o Iraque deve US$ 38,9 bilhões às nações do Clube.Além disso, o governo iraquiano deve US$ 80 bilhões a diversos países árabes. Foi a essas nações que Powell e Snow se referiram ao falar sobre o exemplo do perdão da dívida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.