EUA planejam libertar 100 presos de Guantánamo

Mais de 100 suspeitos de terrorismo detidos na base americana de Guantánamo, em Cuba, serão libertados em duas transferências distintas, disse uma autoridade americana. Uma dessas transferências está prevista para o final de dezembro, e a outra para janeiro, disse a autoridade, que pediu para não ser identificada e que não disse para onde os suspeitos serão enviados.Três detentos menores, com idades entre 13 e 15, estão entre os que serão soltos em janeiro, disse a fonte. A autoridade não informou se outros adolescentes, com idades entre 16 e 17 anos, também estão entre os que serão soltos.O general Geoffrey Miller, responsável pela detenção dos supostos terroristas em Cuba, havia recomendado a transferência dos meninos mais jovens em agosto. Semana passada, Miller disse que os garotos iriam ser libertados ?em breve?, mas não citou datas. Há 660 prisioneiros, de 44 diferentes países, em Guantánamo. Nenhum deles foi formalmente acusado ou tem acesso a advogado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.