EUA podem enviar porta-aviões para o Mar do Sul da China

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, está examinando a possibilidade de enviar ao Mar do Sul da China o porta-aviões "Kitty Hawk" para proteger os vôos de espionagem, revelou nesta segunda-feira o jornal The Washington Post. O porta-aviões, que atualmente navega em águas filipinas, transporta 70 caças. De acordo com o diário, esta frota poderia escoltar os aparelhos responsáveis pelo reconhecimento em seus vôos ao longo da costa da China. Representantes norte-americanos e chineses se encontrarão nesta terça-feira em Pequim para discutir o incidente que obrigou um avião de espionagem dos EUA, o EP-3E, a realizar um pouco de emergência na ilha chinesa de Hainan, levando à detenção temporária de 24 aviadores norte-americanos.O avião permanece em poder dos chineses, mas a tripulação foi libertada na semana passada. Na capital chinesa, os negociadores norte-americanos vão reclamar a devolução imediata do avião de espionagem.Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, Richard Boucher, o governo chinês antecipou que as conversações "não serão polêmicas". Além de insistir na devolução do aparelho, os representantes dos EUA também discutirão maneiras de evitar colisões no futuro, informou Boucher.Do lado chinês, os norte-americanos ouvirão um pedido para a suspensão imediata dos vôos de espionagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.