EUA poderão ficar no Afeganistão "por algum tempo"

O presidente norte-americano George W. Bush alertou hoje que os EUA podem ficar envolvidos numa campanha antiterrorismo no Afeganistão "por algum tempo", mas disse que esse é o preço que o país terá de pagar para alcançar seus objetivos. "Quero que o povo na América entenda que, primeiro de tudo, o cenário no Afeganistão está entrando numa fase difícil. Podemos ficar lá por algum tempo, que está tudo bem porque temos um objetivo em mente e permaneceremos até alcançarmos nosso objetivos", disse.O presidente fez essas declarações no salão Oval com a presidente das Filipinas, Gloria Macapagal-Arroyo, sentada ao seu lado. Ele disse que o encontro com Arroyo ilustrou o fato de que a guerra contra o terrorismo é uma luta global e ele prometeu a Arroyo ajuda militar que ela necessite no combate à organização terrorista Abu Sayyef nas Filipinas."Agora é a hora para resistirmos contra atividades terroristas, não importa se é no Afeganistão ou nas Filipinas ou em qualquer lugar que o Al-Qaeda exista. Porque se não resistirmos agora, nossos filhos e netos não poderão crescer num mundo livre", disse Bush.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.