EUA prendem 400 supostos seguidores de Saddam no Iraque

Tropas americanas prenderam cerca de 400 pessoas no Iraque, em uma ofensiva contra seguidores do ex-líder do país, Saddam Hussein. As prisões foram realizadas em uma das maiores operações militares desde o colapso do regime iraquiano, há dois meses.O Comando Central americano afirmou que uma série de incursões, envolvendo equipes por terra, ar e rio, foram realizadas ao longo do Rio Tigre, perto da cidade de Balad, cerca de 70 quilômetros ao norte de Bagdá, nos últimos dias. Os militares disseram que o objetivo era erradicar o que eles descreveram como pessoas leais ao antigo partido do governo, o Baath, e grupos paramilitares.Uma reportagem do jornal americano The New York Times afirmou que mais de três mil militares participaram da operação. O jornal diz que quatro iraquianos foram mortos e quatro americanos ficaram feridos.Trinta militares americanos morreram em combates ou acidentes desde 1º de maio, o dia em que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, declarou a guerra como efetivamente terminada.Apenas em maio, 85 ataques contra forças americanas foram registrados - quase o triplo do número observado no mês anterior.As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.