EUA prendem mais um russo suspeito de espionagem

Os Estados Unidos detiveram uma 12ª pessoa durante a investigação de uma rede de espionagem russa no país. Não há, porém, evidências suficientes para acusar o suspeito de algum crime, informaram nesta terça-feira funcionários de Judiciário federal. Pedindo anonimato, as fontes disseram que o homem, um cidadão russo, está detido por violações das leis de imigração. Ele deve ser deportado dos EUA ainda nesta terça-feira. As autoridades chegaram a esse suspeito em meio às investigações do FBI de uma rede de espionagem.

AE-AP, Agência Estado

13 de julho de 2010 | 15h52

O homem entrou nos Estados Unidos em outubro passado, segundo duas das fontes. Os funcionários disseram que o homem estava em uma parte diferente dos EUA que os outros agentes russos e não mantinha contato com eles, mas seu nome surgiu em meio às investigações.

Na maior troca de espiões desde o fim da Guerra Fria, dez agentes russos foram deportados na semana passada, em troca de quatro pessoas condenadas por trair Moscou e espionar para o Ocidente. Um 11º suspeito fugiu do Chipre, após ser detido e conseguir a liberdade condicional.

Tudo o que sabemos sobre:
EUARússiaespionagemprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.