EUA preparam duas execuções por fuzilamento

O único Estado americano que executa seus condenados por meio de pelotões de fuzilamento está reunindo atiradores para duas execuções no próximo mês. A última execução por fuzilamento nos EUA havia ocorrido em 1996. Valendo-se de um direito que lhes é facultado pelo Estado de Utah, o assassino serial Roberto Arguelles e o supremacista da raça branca Troy Michael Kell, que esfaqueou um colega de prisão até a morte, escolheram o esquadrão de fuzilamento à injeção letal. As execuções estão marcadas para os dias 27 e 28 de junho.Kell, no entanto, apresentou uma apelação que deverá adiar a execução. Dos 850 presos executados desde que a Suprema Corte voltou a autorizar a pena de morte nos Estados Unidos, em 1976, dois morreram fuzilados, ambos em Utah: Gary Gilmore, em 1977, foi o primeiro americano executado depois da decisão da Suprema Corte, e John Albert Taylor, 19 anos depois.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.