EUA pressionam palestinos; Sharon volta a ameaçar Arafat

Diplomatas americanos garantiram a autoridades palestinas que o plano israelense de retirada da Faixa de Gaza representa uma oportunidade de retomada do processo de paz, mas insistiram que novos progressos dependem de uma repressão contra os militantes islâmicos. Os americanos entregaram a mensagem em uma reunião com o primeiro-ministro Ahmed Korei, na cidade de Jericó.Também nesta quinta-feira, o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, disse que forças israelenses poderão agir contra o presidente palestino Yasser Arafat, informa a TV local. Sharon teria feito o comentário numa série de entrevistas gravadas para o feriado judaico da Páscoa.Arafat vive confinado a sua fortaleza na Cisjordânia há mais de dois anos. Meses atrás, o governo israelense declarou que o líder palestino é responsável pela violência e deveria ser ?removido?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.