EUA pressionam por ação contra o Irã na ONU

Os Estados Unidos aumentaram a pressão sobre os países da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) para que declarem que o Irã viola o Tratado de Não- Proliferação Nuclear, revela hoje o "New York Times".Uma declaração desse teor poderia levar à imposição de sanções contra o Irã, um dos países signatários do Tratado de Não- Proliferação Nuclear (TNP), adianta o diário, que cita fontes norte-americanas. Preocupado com o programa nuclear iraniano, concretamente com a produção nas instalações situadas na cidade de Natanz (centro do Irã), o governo dos Estados Unidos está tentando conseguir "um amplo apoio internacional" para uma declaração contra o Irã.O assunto será tratado pela Agência Internacional de Energia Atômica, na sua reunião do próximo mês, segundo o diário nova-iorquino. "Não é só o fato de o Irã acelerar os seus planos nucleares", referiram as mesmas fontes. "Há também a insistência dos israelenses para que tomemos este problema a sério", confessou o responsável, ao justificar as pressões norte-americanas sobre os países da AIEA.A maior preocupação de Washington é a recente descoberta de que o Irã construiu instalações de enriquecimento de urânio em Natanz, cuja existência foi não era do conhecimento de peritos nucleares internacionais até ao anopassado, escreve o jornal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.