EUA processam empresa que pede teste genético em causa trabalhista

No primeiro processo federal desse tipo, o governo dos Estados Unidos abriu uma ação judicial nesta sexta-feira contra uma companhia ferroviária que pediu testes genéticos de funcionários que processaram a companhia por lesões na mão relacionadas ao trabalho. De acordo com a ação, a política viola os direitos civis dos trabalhadores. A Comissão de Oportunidades de Empregos Iguais dos EUA solicitou o fim dos exames pedidos pela Burlington Northern Santa Fe Railroad para funcionários que sofrem de síndrome do túnel do carpo. De acordo com o processo, não houve permissão dos funcionários para a realização dos testes e pelo menos um trabalhador que se recusou a fornecer uma amostra de sangue foi ameaçado de perder o emprego.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.