EUA propõem trégua a rebeldes em Faluja

Um general das Forças Armadas norte-americanas anunciou hoje um pedido de cessar-fogo bilateral aos rebeldes sunitas em Faluja, com objetivo de permitir negociações entre lideranças iraquianas e representantes da cidade sitiada. O pedido de trégua é feito um dia depois de os fuzileiros comunicarem a suspensão de suas ofensivas na cidade, a oeste de Bagdá - embora ainda se ouçam tiroteios esporádicos.Horas depois do anúncio, uma missão de 35 oficiais iraquianos - incluindo membros do Conselho, alguns escolhidos pelos americanos - chegou à cidade para conversar com líderes locais. Membros do Conselho têm se mostrado contrariados por conta do cerco a Faluja, chamando-o de "punição em massa" para seus 200 mil moradores."Hoje o que estamos querendo é um cessar-fogo bilateral no campo de batalha, para que possamos discutir", contou o general de brigada MarkKimmitt, acrescentando esperar que a mensagem chegue ao inimigo.A mensagem, contudo, ainda tem de chegar às próprias tropas americanas. "Não tenho nenhuma instrução sobre cessar-fogo", disse um comandante dos fuzileiros em Faluja. "Não sei quais são as instruções vindas de Bagdá, mas sei as do meu QG, e se eles quiserem que eu suspenda o fogo, eles me dirão", disse tenente-coronel Brennan Byrne.Foram ouvidas explosões neste sábado e testemunhas disseram que soldados americanos fizeram de uma bairro residencial sua base. Desde ontem, quando o cessa-fogo unilateral teria começado, os marines têm se reservado o direito a ofensivas que consideram necessárias para impedir ataques do inimigo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.