EUA: protestos começam depois de absolvição de policial

Minutos depois de um júri popular decidir pela absolvição do policial acusado de assassinar um adolescente negro nos Estados Unidos, centenas de moradores do subúrbio de St. Louis, em Missouri, onde o jovem morava, foram às ruas para protestar contra a decisão.

Estadão Conteúdo

25 Novembro 2014 | 03h52

Ao contrário do que pediu o presidente Barack Obama, os protestos são violentos. As pessoas partiram para o confronto direto com a polícia, atirando pedras e atacando os veículos dos policiais, além de alguns gritarem "assassinos!". Vários tiros também foram ouvidos. A polícia reage com bombas de gás lacrimogêneo.

No último dia 9 de agosto, o jovem Michael Brown, de 18 anos, foi assassinado a tiros pelo policial Darren Wilson, de 28 anos, que é branco. A morte reacendeu tensões raciais na comunidade, que é predominantemente negra, e gerou uma série de manifestações violentas nas semanas seguintes.

Mais cedo, Obama pediu para que os moradores protestassem de forma pacífica. "Nós somos uma nação construída sobre o Estado de direito, por isso temos de aceitar a decisão", disse. O presidente também que o país já avançou bastante nas questões raciais, mas ainda há problemas para serem superados. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.